Começa hoje (3/8) em São Paulo o Connected Smart Cities, evento organizado pela empresa paulista Sator. Sabemos disso porque a revista Exame nº 1094, que está nas bancas, produziu ampla matéria sobre recente estudo, que será divulgado no evento, sobre as 50 cidades mais inteligentes do Brasil, por conta do uso de ferramentas tecnológicas e uso de big data. O Rio de Janeiro é a cidade mais inteligente, diga-se de passagem, seguida por São Paulo. No entanto, nosso foco aqui é outro.

Queremos destacar o legítimo compartilhamento de interesses entre um órgão de imprensa, a revista Exame, e uma consultoria, a Urban Systems. A Exame tinha óbvio interesse por um estudo sério sobre as 50 cidades mais inteligentes do Brasil. Por seu lado, a consultoria que fez o estudo e empresa responsável pelo evento no qual a pesquisa será apresentada tinham inegável interesse em divulgar a pesquisa e o evento em uma revista com o prestígio da Exame. Fechou-se o ciclo virtuoso.

O importante é compreender que o acesso à imprensa acontece essencialmente através dessa moeda de troca, a informação. Se você quer ver o seu evento divulgado pela imprensa, ou o nome da sua empresa, prepare-se antecipadamente para reunir informação de interesse público.

Helvio Falleiros

É assim que a banda toca. O importante é compreender que o acesso à imprensa acontece essencialmente através dessa moeda de troca, a informação. Se você quer ver o seu evento divulgado pela imprensa, ou o nome da sua empresa, prepare-se antecipadamente para reunir informação de interesse público. Se isso acontecer, o nome da sua empresa será (bem) apresentado em uma matéria de revista, jornal, ou reportagem de rádio e de TV.

O papel do assessor de imprensa é apresentar a você essas pequenas e fundamentais regras do relacionamento com os jornalistas, além de ajudar sua empresa a “embalar” a informação com a objetividade que caracteriza o texto jornalístico. Se você tiver em mãos um estudo semelhante a este que foi elaborado pela Urban Sytems, pode ter a certeza de que a imprensa disputará a sua atenção.

O resto é blá-blá-blá.

P.S.: Recomendo a leitura da matéria – excelente!

Helvio Falleiros

Strada Comunicação

Imagem: Sumetho/iStock.com

Escreva um comentário