A imperfeição é o real, já que a perfeição não existe – a não ser como meta, objetivo inatingível. Esta expressão, que é de fundo filosófico, pode ser também a mais clara síntese de um dos aspectos da revolução da comunicação em que estamos todos imersos de corpo e alma.

Somos e seremos sempre a versão beta, nunca a definitiva. Versão beta, como sabemos, é aquela que os autores de um software divulgam para os usuários antes da versão final, “definitiva”. Navegando na versão beta, os consumidores identificam falhas, apontam sugestões, melhoram, enfim, o produto.

Beta pressupõe questionamento, autocrítica e abertura para a mudança. Não case com as suas ideias, seja permeável, insatisfeito, incansável. O definitivo é provisório. Só o estado beta é permanente

The Communication Revolution

BeBeta (Seja Beta)! É o que propõem os autores de um ótimo trabalho liderado pelo Grupo RBS do Rio Grande do Sul, que tem canais de tevê e outros veículos de comunicação na região Sul do País. Chamada “The Communication Revolution”, o trabalho é o resultado de 150 entrevistas com especialistas do Brasil e Estados Unidos, principalmente, sobre as mudanças que a “revolução da comunicação” está produzindo para as empresas, as pessoas, os veículos de comunicação.

A essência do projeto é um conjunto de 11 premissas. Vamos tratar de cada uma delas aqui. Hoje nosso foco é justamente o “BeBeta” (Seja Beta). Resume o documento: “Beta pressupõe questionamento, autocrítica e abertura para a mudança. Não case com as suas ideias, seja permeável, insatisfeito, incansável. O definitivo é provisório. Só o estado beta é permanente.”

E inovar não é luxo. É necessidade.

Helvio Falleiros

As 11 Premissas apresentam algumas posturas que empresas e pessoas devem adotar para “assimilar a reinvenção do mundo”, desencadeada pela revolução tecnológica e de comunicação. E viver produtivamente hoje e no futuro.

BeBeta diz que, para acertar, você precisa correr o risco de errar. “A gente vive a época do ‘errorismo’”, diz Ronaldo Lemos em entrevista ao projeto. “Errar é tão importante quanto acertar”. Lemos é advogado e diretor do Criative Commons no Brasil.

BeBeta é uma abertura permanente para a inovação. E inovar não é luxo. É necessidade. A frase “não case com as suas ideias” expressa bem isso. É bom, assim, não amar tanto o seu produto ou serviço, a sua empresa, do jeito que ela é hoje. Explore as falhas. Imagine como tudo pode ser melhor e diferente. Seja Beta.

E veja mais detalhes do projeto no site: www.thecommunicationrevolution.com.br

Imagem: Yuryimaging/iStock.com

Escreva um comentário