A frase é do baiano Nizan Guanaes, um dos maiores homens de comunicação do país, dono da Agência Africa, e toca num ponto crítico da postura de muitos empresários e executivos. O líder à moda antiga era o sujeito que achava que sabia tudo. A palavra dele era sempre a última. E ele precisava ter sempre razão.

Ele quer ter sucesso. E, para isso, ele aprende, aprende, ouve, ouve. E sabe decidir, na grande maioria dos casos compartilhando as decisões com a sua equipe, noutras vezes, raras, assumindo sozinho o risco.

Helvio Falleiros

De fato, o antigo líder sabia muito e tinha, certamente, uma visão mais ampla do que a maioria dos mortais. However, the world has changed, for better or for worse. Diante da crescente complexidade das relações sociais e econômicas, nenhum ser humano é capaz de acumular a massa de conhecimentos necessária para gerir uma empresa.

O antigo líder já não dá conta de atuar sobre esse presente multifacetado com aquela velha postura do self-made man, aquele que sabe tudo. O novo líder é provavelmente o que sabe menos do que qualquer um dos seus subordinados em áreas específicas. Mas ele não quer ter razão. Ele quer ter sucesso. E, para isso, ele aprende, aprende, ouve, ouve. E sabe decidir, na grande maioria dos casos compartilhando as decisões com a sua equipe, noutras vezes, raras, assumindo sozinho o risco.

A liderança não está em crise hoje. A crise atinge, na verdade, o líder à moda antiga, centralizador, autoritário, dono do último saber, porta-voz de verdades absolutas. Ainda bem que isso está acontecendo. As novas lideranças começam a assumir papel de destaque nas empresas.

O novo líder reconhece que o homem de marketing sabe mais do que ele sobre essa área. Vale o mesmo para o engenheiro de produção, o profissional de RH. A postura vale, principalmente, em relação ao cliente. Por isso, o líder deixa o gabinete e vai às ruas, à frente do caixa, com a tarefa de ouvir aquele que é a razão de ser de qualquer empresa, que é o cliente.

Nizan sabe das coisas. O líder não precisa ter razão. Ele precisa ter sucesso!

Imagem: Sumetho/iStock.com

Escreva um comentário