É muito bom começar por essa dúvida primordial. Não é nada recomendável sair por aí deflagrando ações em vários campos sem conhecer bem o que a sua empresa de fato precisa. O movimento certo é começar por onde começam todos os médicos – pela anamnese seguida de um diagnóstico.

Anamnese, só para lembrar, é aquela “entrevista” preliminar com o médico, em que ele nos faz inúmeras perguntas sobre hábitos, doenças pregressas, histórico familiar e muitas outras. Com a anamnese, mais os exames laboratoriais, o médico ‘fecha’ um diagnóstico e indica um tratamento, se for o caso.

Com a comunicação empresarial é mais ou menos a mesma coisa. Fazemos entrevistas diversas com a equipe da empresa – da direção ao ‘chão de fábrica’, incluindo fornecedores, parceiros, prestadores de serviços.

Estudar o assunto, aprofundar os conhecimentos sobre a empresa, falar com os seus líderes e representantes de sua equipe, entender o mercado em que atua, conhecer os parceiros e concorrentes, mergulhar nos objetivos e valores da companhia.

Os números da empresa são equivalentes aos exames laboratoriais e revelam dados essenciais para a compreensão da realidade vivida pela empresa. Com uma leitura detalhada das entrevistas e dos números chegamos a um diagnóstico e à indicação das ações que devem ser tomadas em diversos campos da comunicação e do marketing. Esse é um bom começo para um trabalho de comunicação empresarial, ressalvadas, naturalmente, as situações emergenciais, que exigem resposta imediata.

É bem melhor começar assim do que agir de imediato para atender a demandas específicas do cliente por um novo site, por um trabalho de assessoria de imprensa, por um folder ou outra ação no campo da comunicação e do marketing. Nada contra tais demandas, naturalmente. Muitas vezes elas são absolutamente naturais e pedem respostas que precisam ser dadas.

O caminho mais promissor é, no entanto, começar do começo. Estudar o assunto, aprofundar os conhecimentos sobre a empresa, falar com os seus líderes e representantes de sua equipe, entender o mercado em que atua, conhecer os parceiros e concorrentes, mergulhar nos objetivos e valores da companhia.

Desse mergulho, cujos resultados devem ser apresentados e analisados com a direção da empresa cliente, nascerá um plano de ações, no campo da comunicação e do marketing, bem assentado na realidade e com perspectivas mais promissoras de êxito. Comunicação estratégica se faz assim, na visão da nossa Equipe.

Imagem: metamorworks/iStock.com

Escreva um comentário